sábado, 3 de fevereiro de 2018




 “Agente H2O – Licença para Regrar”



É inquestionável a importância da água para a sobrevivência de todos os seres vivos. Num concelho onde as marcas da ruralidade são ainda significativas torna-se pertinente analisar a qualidade das águas e sensibilizar a população para o seu consumo racional. Através da visita à ETA de Queimadela e/ou visita de estudo às Águas de S. Martinho, os alunos irão ter contacto direto com os processos inerentes à captação, tratamento e distribuição de água. Desta forma, pretende-se que os alunos entendam a importância da água, tornando-os agentes ativos na sensibilização da utilização racional e sustentável da água, na promoção de medidas para minimizar o seu consumo, e na preservação dos recursos hídricos naturais existentes na região.


1 - Introdução/objetivo

A água é um bem natural precioso, de extrema importância para a vida de todos os seres vivos da Terra. Embora este recurso natural seja encontrado em abundância no nosso planeta, somente uma pequena quantidade é própria para o consumo.
Inserido numa zona de risco de aquecimento global, Portugal enfrenta o gradual aumento de temperatura, sendo já, infelizmente, um exemplo onde esses efeitos estão a ser claramente visíveis, nomeadamente na seca severa e extrema que afeta o país.
A diminuição dos recursos hídricos obrigará o país a reformular os modelos de consumo e a diminuir os níveis de desperdício, nomeadamente na agricultura, setor onde se verifica um maior desperdício de água.
Este projeto justifica-se pela necessidade de preservação deste recurso natural importante, a água.
Sendo que os jovens são aqueles que, num futuro próximo, se irão debater com a problemática da cada vez maior escassez de água, é de extrema importância não só consciencializar para o seu uso racional, como torná-los, desde já, agentes promotores junto das suas comunidades e na escola de ações concretas na implementação de práticas para a utilização regrada deste bem comum, a água.

Os objetivos principais deste projeto são:
- Identificar abrangidas pelo território educativo onde se insere a nossa escola;
- Efetuar um estudo do consumo e do uso que a população do concelho faz da água;
- Mobilizar os alunos para desenvolverem ações pertinentes para a preservação da água;
- Intervir, propondo medidas à população para utilização racional e sustentável da água.

Para a concretização destes objetivos gerais é necessário que os alunos:
- Reconheçam a ação do homem na transformação do meio ambiente, no que diz respeito à poluição e ao desperdício de água;
- Compreendam a importância da preservação das águas de nascentes existentes na região;
-Reconheçam que a água da rede pública, captada em albufeiras, é submetida a tratamentos físico-químicos e microbiológicos necessários para a tornar potável;
- Contactem com materiais e equipamentos de tratamento de água;
- Determinem alguns parâmetros físico-químicos das águas recolhidas na região e desenvolvam filtros naturais para a purificação de água;
- Desenvolvam atitudes e valores voltados para a proteção e preservação da água;
- Melhorem as suas capacidades de comunicação escrita (texto e imagem) e oral, utilizando suportes diversos, nomeadamente as TIC (Tecnologias da Informação e da Comunicação).


2 - Processos/procedimentos e produtos

Na primeira fase do projeto elaborar-se-á um inquérito online destinado aos pais/ Encarregados de Educação para identificar os recursos hídricos das suas freguesias; para aferir o consumo e o uso que fazem da água.
Numa segunda fase, os alunos/ pais e Encarregados de Educação recolherão amostras de água da sua área, que serão analisadas no laboratório da escola recorrendo a atividades laboratoriais, kits e /ou sensores de análise de água. Nesta fase os alunos contactarão com as entidades externas supracitadas.
Os resultados e produtos obtidos serão apresentados à comunidade através de folhetos informativos; página/ blogue criado para o efeito; sessões de informação/ esclarecimento a realizar na escola e produção de pequenos vídeos e apresentações em PowerPoint.

3 - Relevância pedagógica

Pretende-se com este projeto dar uma maior importância à água, recurso natural indispensável à vida.
Para além disso, este projeto permite integrar conhecimentos de diversas áreas do saber, nomeadamente da História, Geografia, Físico-Química, Português, TIC e Ciências Naturais; dar a conhecer aos alunos os importantes recursos hídricos da região e sensibilizá-los para contribuir para a sua proteção; capacitar os alunos de conhecimentos e competências relacionadas com a água, mobilizando-os para serem mais ativos e com capacidades para intervir de forma consciente na gestão dos recursos hídricos.

4 - Parcerias
- Camara Municipal de Fafe;
- Estação de Tratamento de Água da Queimadela;
- Empresas da região, entre outras, Águas de S. Martinho;
- Comunidade e associações locais;
- Encarregados de Educação dos alunos.

5 - Potencial de execução

Este projeto tem um elevado potencial de concretização, pois está dependente da aquisição de algum material de laboratório e de kits simples de análise dos parâmetros físico-químicos da água; visita de estudo às Águas de S. Martinho e/ou visita à ETA da Queimadela, albufeira da barragem do rio Vizela, afluente do rio Ave, que nasce no concelho de Fafe.Descrição do projeto